domingo, 1 de agosto de 2010

Cirurgia Bariátrica


http://www.youtube.com/watch?v=DNbDSZElW0M

Oi pessoal,
A nossa preocupação é asaude mental, mas em alguns casos isso envolve
também a saude física, sendo assim temos em nossa clínica tratamento
para obesidade.
Um dos obstáculos ao emagrecimento é o metabolismo lento!
Vamos entender um pouquinho sobre ele na matéria abaixo.
Bjins,
Elis Regina

Entendendo o metabolismo

Fonte: Cyberdiet

http://cyberdiet.terra.com.br/cyberdiet/colunas/040614_nut_metabolismo.htm


Muito se ouve falar em metabolismo, como: “eu engordo porque meu
metabolismo é lento” ou “meu metabolismo não trabalha da forma que
deveria”, então decidimos esclarecer um pouco sobre o tão comentado
metabolismo e também sobre o efeito platô, estado em que o organismo
se adapta a uma restrição energética.

Como definição, o metabolismo é o conjunto de reações químicas
responsáveis pelos processos de síntese e degradação dos nutrientes na
célula. O metabolismo pode estar em estado anabólico, que é a síntese,
ou seja, formação de compostos ou pode estar em catabolismo, onde há
degradação, ou “quebra” de compostos. No emagrecimento, o organismo
está em catabolismo.

O organismo gasta uma quantidade de calorias simplesmente para manter
suas funções vitais quando se está em repouso como respiração e
funcionamento cardiovascular, por exemplo, esse
valor refere-se à taxa de metabolismo basal. Para identificar quantas
calorias são gastas em um dia é necessário incluir alguns fatores como
peso (quem pesa mais possui necessidade calórica maior), idade (com o
avanço da idade o metabolismo diminui), sexo (os homens possuem mais
massa muscular e por isso o metabolismo é mais acelerado) e nível de
atividade física (a atividade física aumenta o metabolismo) que
influenciam o gasto energético do organismo.

Você sabe o que é Efeito Platô ou metabolismo lento?

Dessa maneira sabe-se que cada pessoa possui um gasto diferente e
precisa de energia de forma diferente para se alcançar o objetivo
necessário, seja ele emagrecimento, ganho de peso ou simplesmente para
manutenção do peso atual. O músculo também influencia o gasto
energético, já que esse tecido é metabolicamente ativo e, quanto mais
massa muscular está presente no corpo, maior será o gasto calórico.
Naturalmente, os homens possuem um gasto calórico maior do que as
mulheres já que eles apresentam uma maior quantidade de massa muscular
e menor quantidade de gordura corpórea comparado com as mulheres.

Assim, cada indivíduo possui o metabolismo de uma forma, mais lento ou
mais acelerado. Com o emagrecimento, há uma diminuição na ingestão
energética e, com isso, após um tempo o organismo se acostuma a essa
restrição, requerendo menos energia para suas funções vitais e o
metabolismo diminui, se adaptando a tal restrição.

Esse é o chamado Efeito Platô. Nestas situações, deve-se diminuir
ainda mais as calorias consumidas e aumentar a atividade física para
que o metabolismo faça com que haja um gasto calórico a mais e, assim,
o corpo continua com a eliminação de peso.

Outra alternativa é aumentar as calorias consumidas por um ou dois
meses e em seguida diminuir novamente a ingestão calórica, para que o
organismo não esteja adaptado à restrição calórica e ocorra o
emagrecimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário